História

O Instituto Rogacionista foi fundado na cidade de São Paulo – SP, no dia 02 de agosto de 1969, com a finalidade de atuar nas áreas de assistência social e educação. Sua missão está baseada no carisma rogacionista e tem como referências o Evangelho de Jesus Cristo, conforme os ensinamentos e as práticas de Santo Aníbal Maria Di Francia, e o compromisso com as políticas públicas sociais preconizadas pela Constituição da República Federativa do Brasil.

Suas ações são voltadas para a defesa dos direitos das crianças, dos adolescentes, dos jovens e dos adultos que vivem em situação de vulnerabilidade social, em sintonia com a Lei Orgânica da Assistência Social, o Estatuto da Criança e do Adolescente, e a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional.

Desde a sua fundação, o Instituto Rogacionista viu crescer a sua ação transformadora socioeducacional por meio de serviços e programas de assistência social e de educação. Atende diariamente, de maneira institucional, um número significativo de pessoas e, de forma não institucional, está presente nas diversas mobilizações e organizações sociais: comunidades, lutas dos direitos das minorias, movimentos populares e políticas públicas.

Na sua organização, ainda, estabelece parcerias com os setores governamental, empresarial e outras entidades de seu campo de atuação. Faz parte da Rede Rogacionista presente no território brasileiro e internacional (www.rogacionista.org).

Preponderância

O Instituto Rogacionista tem a Assistência Social como sua atividade preponderante. A Carta Constitucional Brasileira, no artigo 203, explicita a Assistência Social como “um dever do Estado e direito de quem dela necessitar, independentemente de contribuição social”. Assim esta política pública de Estado passa a ser entendida como atividade de proteção social universal (políticas públicas protetivas), direito fundamental inerente ao ser humano. Já a Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS), modificada e ampliada pela Lei do Sistema Único da Assistência Social (SUAS), estabelecem a Assistência Social como Política da Seguridade Social (juntamente com a Previdência Social e Saúde). Segundo o SUAS, as ações de Assistência Social - tendo como referência o território onde as pessoas moram, considerando suas demandas e necessidades, e tendo a família como foco de atenção - são organizadas em dois níveis de proteção: Proteção Social Básica e Proteção Social Especial.

Missão:

Acolher crianças, adolescentes, jovens e adultos e possibilitar a formação de pessoas éticas, justas e solidárias, por meio da educação, de ações socioeducativas e da evangelização, contribuindo para o exercício da cidadania.

Visão:

Ser referência, pela excelência dos serviços prestados, na educação, nas ações socioeducativas e na formação ético-cristã de pessoas comprometidas e participativas na construção de uma sociedade sustentável, justa e fraterna.

Valores:

- Acolhida e zelo
- Respeito à diversidade
- Fortalecimento das relações humanas
- Carisma, mística e espiritualidade
- Responsabilidade, justiça e sustentabilidade
- Comprometimento mútuo
- Ação político-participativa
- Excelência na prestação de serviços
- Gestão competente e eficiente
- Ética, integridade e transparência
- Foco nos processos e resultados


Estatuto Instituto Rogacionista Santo Aníbal

Clique aqui para baixar o Estatuto do Instituto Rogacionista, em formato PDF.